Passam por mim, sinto-lhes os passos...no ar a suas respirações e nem por isso uma palavra. Mas existem, são os outros. São gentes...gentes que cruzam o meu caminho e em mim deixaram o seu rasto.
Partes de mim, silêncios meus e até sombras de uma vida...

Um lugar, várias histórias e uma imensidão de palavras constituem a verdadeira essência das"Gentes" da minha terra.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Apenas um dia mau...


Hoje sinto-me invadida por algo que desconheço, por um sentimento que me consome e que me enfraquece. Porquê? Não sei, mas gostava de perceber porque é que ocupamos a cabeça com coisas insignificantes e não nos deixamos simplesmente levar?
Sei que existes mas não me importas. Sei que me olhas mas tento ignorar. Sei que um dia vais desaparecer, mas a ansiedade de não te ver atormenta cada minuto da minha felicidade.
Hoje quero apenas cerrar os olhos, limpar a mente e deixar que cada gesto me faça crer que os fantasmas não existem...

Até breve!

2 comentários:

António Pereira Vieira da Silva disse...

Olá

Gostei muito,
Nunca cerres os olhos com muita força pois podes não conseguir voltar a abri-los :D

beijinho grande

Lyla disse...

Obrigado!

Cerrar os olhos faz me acreditar que tudo é linear e que todas as complexidades que criamos à nossa volta deixam de existir só pelo simples facto das ignorarmos.

Beijo*