Passam por mim, sinto-lhes os passos...no ar a suas respirações e nem por isso uma palavra. Mas existem, são os outros. São gentes...gentes que cruzam o meu caminho e em mim deixaram o seu rasto.
Partes de mim, silêncios meus e até sombras de uma vida...

Um lugar, várias histórias e uma imensidão de palavras constituem a verdadeira essência das"Gentes" da minha terra.

quinta-feira, 24 de março de 2011

Desabafo do dia!

Ás vezes penso que sou diferente, meio tola e de alguma forma ingénua. Não sei se são os meus olhos que vêem diferente ou a minha perspectiva perante a vida que é única, mas a verdade é que por vezes dou por mim a questionar se falo a mesma língua que a maioria dos seres humanos.

Hoje fui acusada de ser politicamente correcta, porque simplesmente utilizei palavras sentidas para dizer aquilo que sentia em determinada altura. Será que não é normal dizer aquilo que se pensa sem que sejamos acusados de segundas intenções? Provavelmente a culpa é minha por achar que as coisas são ultrapassáveis e que as pessoas apesar de tudo continuam a ter a sua importância. Provavelmente sou eu que pareço ridícula por achar que a vida é simples e que apesar de tudo vale sempre a pena ser sincera. Provavelmente sou eu que sou ingénua por achar que as pessoas nos conhecem apesar das nossas falhas.

Hoje li algo que me fez pensar e que me fez ter vontade de dizer á minha “gente” o quanto gosto deles. Hoje aprendi que todo o meu percurso valeu a pena e que cada minuto sofrido foi um passo em frente. Hoje aprendi que ser feliz é um estado difícil de alcançar e depois de alcançado é pouco aquilo que nos magoa. Hoje continuo a gostar de todos aqueles que fizeram e fazem parte desta minha terra. Hoje tenho a certeza que todos os dias são dias para dizer aquilo que nos surge e para conhecer aqueles que nos rodeiam. 

Hoje valeu a pena!

Até breve!

2 comentários:

Mila disse...

Quem é que te acusou do quê e porquê? DIz e eu castigo.

Lyla disse...

Hehe!!! Acusação provavelmente é uma palavra muito forte, mas sem dúvida a mais certa. Hoje já passou e talvez tenha sido eu demasiado egoísta para perceber que nem todos reagimos de igual forma. Politicamente correcta ou não foi bom mostrar a todos aqueles que foram e são importantes a relevância que hoje tem na minha vida. Quanto ao resto nada acrescentar.

P.S: Obrigada por fazer valer a pena todos os dias :D