Passam por mim, sinto-lhes os passos...no ar a suas respirações e nem por isso uma palavra. Mas existem, são os outros. São gentes...gentes que cruzam o meu caminho e em mim deixaram o seu rasto.
Partes de mim, silêncios meus e até sombras de uma vida...

Um lugar, várias histórias e uma imensidão de palavras constituem a verdadeira essência das"Gentes" da minha terra.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

De regresso aos obstáculos



Olhei para trás...

Lá estava eu com o meu jeitinho rebelde. Palavras soltas, gritos de irreverência e gestos de uma agressividade que me estava intrínseca. Quis abraçar-me. Quis rever os discursos e os conselhos do passado. Quis ouvir com precisão as palavras sábias de todos os dias. Quis aprender com os castigos.

Voltei ao agora e revi-me no antigamente. Os mesmos olhares reprovadores, os mesmos gestos e novamente as escolhas...

Olharam-me e após alguns segundos de silêncio a palavra foi-me passada.

Desabafo...ideias soltas, frustrações escondidas e um desejo tímido de crescer.

Era a sua vez...cerrou os olhos e avaliou cada gesto meu. Os meus erros foram realçados e regressei ao passado. Senti-me novamente menina. Contive as lágrimas e ouvi com atenção as minhas falhas. Quis argumentar, mas cresci e reconheci que por mais justificações que desse nenhuma seria aceitável. Ouvi as minhas pulsações e quis fugir, mas paralisei o meu corpo e absorvi cada uma das suas palavras. Reconheci as falhas, mas em mim estava patente a mágoa de uma desilusão. Tentei sorrir para esconder a tristeza que me envolvia, mas estou ciente de ter transmitido a frustração.

Prometi corrigir as lacunas e controlar os impulsos, mas a incompreensão deixou a sua marca.

São estes momentos que nos abrem portas a uma nova visão. Percebemos o que é realmente importante e que por mais demonstrações de competências que tenhamos haverá sempre uns “mas”. Aprendemos que os outros estão longe de ter a mesma visão do mundo e que a valorização é um conceito altamente subjectivo. Mas apesar de tudo assumi um novo desafio, uma nova etapa e prometi a mim mesma que o caminho mais fácil nunca será a minha opção.

Respirei uma nova força e ergui o rosto, pois mais uma vez o “que magoa torna-me mais forte”.

Até breve!

6 comentários:

Flor disse...

Os caminhos cruzados de estratégias e sobressaltos são por vezes,na maior parte das vezes, os mais exaustivos na chegada, mas também os mais intensos no sabor.
Parabéns querida. . como sempre. . .maravilhosa!

Autora de Si disse...

São sem dúvida os mais saborosos, os únicos e sem dúvida os eternos :)

AndreiaSofia disse...

ooh, obrigadoo :)

AndreiaSofia disse...

ps: Sigoo*

AndreiaSofia disse...

estou a seguir :)

Autora de Si disse...

E espero que estejas a gostar :)